ApPlication

Para participar das residências, Faça o download e preencha o formulário:

Escolha o programa para o qual está aplicando e anexe:

- CV resumido (máx. 300 palavras)

- Portfólio com 10 imagens (em baixa resolução - máx 5MB no total)

- Pré-projeto a ser desenvolvido na residência (máx. 500 palavras)


Envie o formulário e documentos para o email: info@kaaysa.com.br

 
Screen Shot 2018-04-16 at 20.46.48.png
 

Seleção 

A seleção é feita por um comitê de organizadores e convidados para assegurar a qualidade dos projetos, e formar um grupo internacional coeso e estimulante, com diferentes idiomas e origens artísticas, proximidade de interesses e possibilidades de intercâmbios enriquecedores. Experiências anteriores  serão levadas em consideração. 


Formas de Financiamento

Como o artista pode buscar financiamento?

Em breve pretendemos disponibilizar aqui algumas sugestões/dicas de como você pode conseguir financiar sua estadia em nossos programas. Estamos em um momento politico em que é importante buscarmos formas novas de viabilizar nossas propostas. Junte-se a nós. Coloque seu email ao final da página para receber novidades sobre isso.


Perguntas FreqUentes

1. Quem ganha bolsa de 100% precisa pagar seu transporte, material, alimentação e seguro saúde? ▾

Sim, precisa. A residência é autônoma e ainda não possui patrocinadores. O artista pode, no entanto, aplicar para auxílios junto ao consulado do seu país, bolsas do governo ou contar com nossa ajuda para transporte e caronas quando disponíveis.

-

2. Quem paga integral pela residência, ainda assim precisa pagar por seu transporte, material, alimentação e seguro saúde? ▾

Sim, precisa. Estes itens não estão inclusos no fee. A residência é autônoma e ainda não possui patrocinadores. O artista pode, no entanto, aplicar para auxílios junto ao consulado do seu país, bolsas do governo ou contar com nossa ajuda para transporte e caronas quando disponíveis.

-

3. Existe algum tipo de remuneração disponível para o artista? ▾

Não, salvo nos casos específicos em que a Bolsa é patrocinada por uma empresa ou instituição que inclui este beneficio ao artista. Este tipo de informação estará esclarecida no edital do prêmio em questão.

-

4. É obrigatória a contrapartida social? ▾

Não é obrigatória, mas é sugerida pela coordenação, em especial em casos de bolsas e prêmios. A residência se compromete a manter uma relação de troca não hierárquica com a comunidade. Se estamos usufruindo da região como matéria-prima para nossa criação, é justo que possamos dar algo em troca, que seja realmente útil e traga um retorno de valor aos envolvidos. São várias as formas possíveis e normalmente todos ganham com esta possibilidade de interação.

-

5. É preciso ser artista para frequentar o Kaaysá? ▾

Não, aos finais de semana e feriados, a residência recebe público não especializado em artes para atividades e visitas ao projeto, dentro do que chamamos de Kaaysá Experience. Fique ligado na programação divulgada no site e nas redes sociais.

-

6. Quanto tempo leva de São Paulo até a residência? E qual o melhor caminho para chegar? ▾

De carro, a residência fica a aproximadamente 3 horas de São Paulo e a melhor estrada é a Rodovia dos Imigrantes. De ônibus, a Companhia Litorânea sai da rodoviária Tietê e chega à rodoviária de Boiçucanga. Durante o período diurno, nos colocamos à disposição para caronas da rodoviária até a residência.

-

7. Qual o critério de seleção/aprovação dos projetos? ▾

A cada bolsa, convidamos um grupo de curadores, escritores e outros profissionais para julgar os projetos. Durante as residências e imersões, a coordenação da própria residência faz este processo a partir dos seguintes critérios, sem hierarquia:

a) Currículo;

b) Excelência e relevância artística do projeto;

c) Diversidade/potencialidade temática, estética, literária e gestual;

d) Descentralização geográfica, inclusão de raça, cor e gênero;

e) Viabilidade de realização do projeto;

f) Adesão do projeto às potencialidades de pesquisa proporcionadas pela residência.

-

8. Qual o tamanho dos grupos durante as imersões e residências? Posso formar um grupo e fazer uma proposta independente? ▾

Normalmente os grupos não ultrapassam 12 residentes, mas dependendo da proposta, nas Imersões em especial, podem se hospedar grupos de até 30 participantes. Prezamos pelo bom resultado do trabalho e aproveitamento máximo dos participantes. É possível fazer uma proposta independente dentro da modalidade Kaaysá Groups – consulte nossas formas de parceria para isso.

-

9. Como colaborar com a residência? Que tipo de serviços são requisitados? ▾

Aceitamos propostas de colaboração em especial nas seguintes áreas: registros das atividades (foto e vídeo), conteúdo para redes sociais, design, cozinha vegetariana, consultoria ambiental e doação de equipamentos, entre outros.

-

10. Como funciona o Banko Kaaysá? ▾

O Banko é uma forma do artista se auto-patrocinar ao vender uma de suas obras divulgadas online ou conseguir uma pré-compra de um trabalho a ser desenvolvido durante a residência. O acordo é feito entre a residência, o artista e o comprador com antecedência e clareza. O valor da pré-venda da obra e das obras no Banco Kaaysá correspondem sempre ao preço de atelier do artista, desprovida de comissões comerciais.

-

Get news about our programs and activities.